Más notícias aos fiéis da prosperidade

Imagem

 

Eu sei que é comum eu dizer que não tenho boas notícias para compartilhar. Se você quer realmente saber, a Verdade, a Bíblia não me prometeu que eu viverei o melhor dessa terra no sentido de riqueza financeira. Absolutamente não! O histórico dessa frase tão falada remete à promessa feita aos judeus que sonhavam com Canaã. E se cumpriu. Eles viveram o melhor nos seus dias. Essa promessa está viva nos nossos dias, viva em Cristo, uma vez que por meio dele somos co-herdeiros da promessa. Mas temos que entender: o melhor para a nossa geração não é o mesmo do que foi o melhor para aquela geração que caminhava no deserto.

Deus não me prometeu que serei rica. Estou absolutamente convencida de que a promessa de viver o melhor desta terra não inclui benefícios materiais, porque a promessa só veio a mim através de Jesus Cristo. Em Jesus Cristo, o melhor é morrer se preciso for para ganhar outras vidas. Em Jesus Cristo, é melhor vender os tesouros e reparti-los com a comunidade.

Já não me incluo pedindo a Deus bênçãos materiais. Não me sinto no direito de reclamar isso. Fui chamada para um desafio: ser um verdadeira e fiel cristã na minha geração por onde quer que eu vá e fazendo o que quer que eu faça, devo viver para que o nome de Jesus Cristo seja glorificado. Ao menos para descobrir minha função tem servido meu tempo de distanciamento do blog, caros leitores, tenho crescido no silêncio com Deus.

O que eu descobri é que viver o melhor desta terra não é outra coisa senão viver com o Espírito Santo. Não há tesouro maior do que o Espírito Santo que Jesus nos enviou. Ele é amigo, companheiro, protetor, auxiliador. Ele é nossa maior recompensa aqui neste mundo. Aprender a viver com o Espírito Santo todos os dias é aprender a viver o melhor desta terra. Já estou convencida também de que essa é a verdadeira prosperidade: ter dentro de você o Deus vivo e ter suas ações aperfeiçoadas por meio dos santos dons que me têm sido emprestados.

Como ouvir e praticar a Bíblia

"Quem ouve esses meus ensinamentos e não vive de acordo com eles é como um homem sem juízo que construiu sua casa na areia." (Mt. 7:26 - NTLH)

Texto-base: Mt. 7:24-27; Lc. 6:46-49

A Palavra de tem sido ensinada e difundida no Brasil e em muitos outros países, não é mesmo? Mas o que pouco se ensina é sobre o que fazer após ouvir da Palavra.

Você não é cobrado (exatamente), enquanto você não sabe que o pecado desagrada a Deus, que o pecado não pode ser rotineiro na sua vida, a sua prática rotineira deve ser adorar ao Senhor e fazer tudo para glorificá-lo e evangelizar os perdidos.

Porém, aquele que ouve a Palavra não pode continuar o mesmo.

  1. Tem que ser sal da terra, luz do mundo e servo bom e fiel. (Mt. 5:13-14; Mt. 25:14-30)
  2. É preciso também abandonar as velhas práticas (2Co. 5:17)
  3. Romper com tudo que é mundano (Mt. 6:19-21; Jo. 18:36; 1Co. 3:19)
  4. Deixar os seus, tomar sua cruz e seguir Jesus (Mt. 10:37-39;  Mt. 16:24)
  5. Fazer a vontade de Deus e não a sua (Mt. 5:20)

Eu sei que fazer tudo isso dói. Eu ouvi a Palavra, você ouviu. Após seu famoso sermão da montanha, Jesus concluiu dizendo que é preciso praticar, não basta apenas ouvir a Palavra. Pois Jesus diz que quem ouve e pratica constrói a sua casa sobre a rocha, porém quem ouve e não pratica é como o que constrói sua casa na areia.

Realmente, não foi bom para mim passar grande parte de 2010 morando numa praia espiritual, fincada totalmente na areia. O desejo agora é fazer e viver diferente, mesmo doendo (porque praticar a Bíblia dói no nosso ego), mesmo custando caro. Ouvir e praticar é o que dá sentido à existência.