Os Encavernados

Muitos personagens bíblicos passaram por momentos em que precisaram se refugir em uma caverna. Escondendo-se do mal que se aproximava, remoendo a vergonha dos pecados cometidos, repassando a caminhada com Deus, por diferentes motivos foram encavernados. Talvez o objetivo nem fosse encontrar-se com Deus, mas é inevitável consequência. Vamos analisar dois encavernados, Elias e Davi.

Elias tinha um problema. Ele vinha passando por enfrentamentos no seu ministérios, todos os profetas haviam sido mortos e ele era o último que restara. Ele orou entregando sua vida a Deus, se sentia um fracassado, apesar de não ter cometido nenhum pecado. (1 Reis 19:3) Deus então enviou um anjo para tocar Elias e o alimentar. Mesmo assim, Elias quis esconder-se dos israelistas pagãos que o tentavam matar. Elias quis se encavernar. Deus lhe perguntou “O que você está fazendo aqui, Elias?” (1 Reis 19:8-15). Para sair da caverna, Elias falou diretamente com Deus, que o tirou de lá e o conduziu pelo deserto para cumprir seu propósito de vida profética.

A caverna era um lugar de tristeza. Davi tinha um problema. Após o casamento de Davi com Mical, Saul viu que Deus estava com Davi e por isso o temeu. Se tornou seu inimigo e desde então planejava matá-lo. Davi quis se encavernar. Em 1 Samuel 22:1-2 temos que Davi em fuga de Saul se esconde numa caverna onde se ajuntam com ele homens em dificuldades, endividados, amargurados de espírito e insatisfeitos. Era esse tipo de pessoa que se encavernava. E na caverna Davi compôs o Salmo 142, levantou um clamor ao Senhor por ajuda diante dos inimigos. Para sair da caverna, Davi falou diretamente com Deus (Salmo 144:1-2).

Aconteceu com Elias, um profeta ímpar na história de Israel. Aconteceu com Davi, rei, adorador, um homem segundo o coração de Deus. Acontece com muitos de nós quando passamos por grandes dificuldades, quando nos entristecemos ou não sabemos como agir. Nos refugiamos em cavernas espirituais, nos isolamos. Quando muito, procuramos a companhia de outros encavernados, pessoas que carregam também o espírito amargurado, que estão tristes como nós estamos.

E o que aprendemos com os encavernados? Podemos nos esconder dos problemas, mas isso não os fará se resolver. O problema de Elias só foi resolvido quando ele  falou diretamente com Deus. O problema de Davi só foi resolvido quando ele falou diretamente com Deus. Nossos problemas só serão resolvidos quando falarmos diretamente com Deus.

Anúncios

O quanto eu gosto de desafios

Particularmente, adoro palavras cruzadas, quebra-cabeças, problemas de lógicas, exercícios de matemática, de álgebra, de cálculo, Sudoku, Kakuro e tudo mais que me faça perder horas quebrando a cabeça para resolver. Mas a vida tem me levado a caba labirinto, ando muito perdida. Não sei se conduzida por Deus a esses desafios ou se confrontada. A fé vai bem, oração, jejum, campanhas, leituras da Bíblia. Vejo o agir de Deus, mas eu espero sempre mais. Eu sei a serva que eu sou e sei que o coração de Deus pode oferecer algo melhor para o meu coração. Muitos vasos tem sido usados por Deus para falar comigo nos últimos dias e eu estou muito cansada de seguir sozinha. Vejamos o que acontece, não sou de desistir dos desafios, mesmo que demorem um bom tempo para serem resolvidos.