Música para orar

Na comunidade que eu frequento disseram que viram em mim algo pra liderar o que chamam de ministério de louvor. Claro, recusei. Mesmo assim me consideram líder do movimento. Lá cantam as canções gospel, poucas vezes se cantam hinos. Bem, já que eu posso dizer e ser ouvida lá, taxativamente disse que no templo da congregação não cantaríamos músicas que não fossem bíblicas.

Existem músicas pra pular, pra celebrar qualquer energia que você queira extravasar. Essas que falam de fazer o inferno tremer ou de pular na cabeça do diabo. Ótima para isso. Ouça na sua casa, no templo cantemos as músicas que têm base bíblica, porque no templo não há apenas cristãos maduros desenvolvendo intimidade com Deus, há também os que estão chegando agora para a luz. Esses precisam de canções que os ajudem a compreender e a esconder  a Palavra de Deus nos seus corações. Fora do templo, eu digo que se pode ouvir de tudo. A boa música para orar é aquela que comove o seu coração ao constrangimento do arrependimento e da intercessão.

Posso ouvir um rap sobre a dura realidade da vida e ser levada a orar em favor dos que sofrem com as desigualdades sociais. Posso ouvir uma música sertaneja sobre o amor entre um homem e uma mulher e ser levada a orar pelos casais que conheço em intercessão. Posso ouvir um funk que exalte o sexo fora do casamento e ser levada a interceder pela vida dos cantores, compositores, músicos e fãs. Posso ouvir uma música gospel sem fundamento bíblico e ser levada ao arrependimento por compreender o sentimento poético do compositor em relação à sua vida cristã. Posso ouvir uma recitação do Alcorão e ser comovida a orar em favor de missões.

É claro que não precisamos de música para orar, aliás muita gente hora sem música alguma e isso vem dando certo há muitos séculos. Mas às vezes me perguntam sobre isso, então digo que música para orar é qualquer uma que te ajude a conectar seu espírito ao Espírito Santo de Deus. Sem restrições ou preconceitos. Não é a música em si, é o efeito que ela causa em você, é o quão sensíveis estão seus ouvidos para ouvir o clamor que existe por trás de cada música, seja ela cristã ou não.  Se isso te contamina, se domina a sua alma, se você perde o prazer pelas músicas cristãs, se te impede de louvar a Deus genuinamente com canções que o exaltem, então isso não te convém. Mas se a música secular te passa uma mensagem de oração, então ela te faz bem e te traz a um nível de intimidade e constrangimento pelos que se perdem nas trevas, e quem sabe além de te comover, ela não pode até mesmo te mover…

Anúncios

O que devo dar a Jesus?

Algumas pessoas oferecem a Jesus tudo o que tem. O que você tem oferecido?

“Um fariseu convidou Jesus para jantar. Jesus foi até a casa dele e sentou-se para comer. Naquela cidade morava uma mulher de má fama. Ela soube que Jesus estava jantando na casa do fariseu. Então pegou um frasco feito de alabastro (uma pedra branca), cheio de perfume (puro nardo), ficou aos pés de Jesus, por trás. Ela chorava e as suas lágrimas molhavam os pés dele. Então ela os enxugou com os seus próprios cabelos. Ela beijava os pés de Jesus e derramava o perfume neles.”  (Lucas 7:36-38)

Às vezes você pode pensar que por ser pecador as suas ações não terão valor diante de Deus, mas aprenda com a mulher do vaso de alabastro. Ela simplesmente agiu conforme o que estava proposto em seu coração. Seguiu sua vontade de adorar a Jesus com o melhor que podia fazer, e assim o fez. Demonstrou amor e devoção, beijar os pés era um sinal de profunda reverência para o povo judeu. Demonstrou humildade e arrependimento, quebrou o vaso, derramou o perfume e chorou. A mesma passagem é retratada em Marcos 14: 3-5, onde diz que o perfume era de nardo, um óleo aromático extraído de uma planta da Índia, que se comprava por alto preço.

Quanto tempo a prostituta trabalhou para comprar esse perfume caro?
Será que a prostituta se preocupou com o que as pessoas iriam pensar?

Muitas vezes não nos aproximamos de Deus porque temos acusações do nosso passado ou até mesmo acusações das práticas do nosso presente nos condenando, como se não houvesse alternativa. Mas assim como Jesus perdoou e a mulher de má fama foi salva, todos nós podemos ser perdoados e salvos.

Muitas vezes o que nos afasta de adorar ao Senhor é a vergonha, o medo da reação das pessoas, ouvimos as opiniões dos que são nossos amigos ou dos familiares e deixamos de ousar chorando aos pés de Jesus e adorando-o.

Muitas vezes não oferecemos ao Senhor Jesus nosso óleo mais precioso, aquilo que nos custa mais. É essa a adoração que ficou registrada na Bíblia. Aquela em que houve rendição, em que o valor da ação era mais alto que o valor material do perfume ou do vaso.

Não sei como tem sido sua adoração, mas tenho me quebrado nesse sentido. Anseio por ter o desprendimento de me lançar aos pés de Jesus com tudo que sou. Mesmo recebendo olhares de críticas e advertências de reprovação, tento adorar a Jesus com liberdade de me expressar na presença do meu Rei. Ainda não consegui derramar meu nardo… Tenho muito mais a oferecer ao Senhor Jesus! E você? Conte sua experiência de adoração nos comentários!

Descabelar, Missões e Sorvete de Flocos

Clamor pelas nacoes

E quando as lutas vêm para abalar o meu coração, então me rendo a Ti em sincera adoração. Eu descanso em Ti, eu me escondo em Ti, Jesus Amado da minh´alma. (Música "Amado da Minh'alma" - Clamor pelas Nações 4)

Sim. A vontade é esssa mesmo.

Eu me descabelo. Você se descabela. Ela se descabela. Nós nos descabelamos. Todos se descabelam. Há dias sinto vontade de arrancar um a um todos os fios de cabelo que tenho. Não que eu não tenha tentado, mas meus dedos já doem e eles não se acabam. Ainda me nascem mais todos os dias. Já disse Jesus que eles estão todos contados. Mas que há dias sinto vontade de arracá-los, sinto.

Casamento. Quem diria que isso seria tão difícil? Hoje eu vi o final de um filme chamado “Forças de um destino” (1999) com Sandra Bullock. O filme encerra com a citação de um bispo do século XVI chamado Jeremy Taylor:

O casamento tem em si menos beleza e mais segurança que a vida de solteiro. Tem mais cuidados, porém menos perigos. É mais festivo e mais melancólico. É mais cheio de tristezas e cheio de alegrias; está exposto a mais responsabilidades, porém é amparado por todas as forças do amor e da caridade e essas responsabilidades são prazerosas.

Eu gostei dessa citação. Resume bem um pouco dos meus problemas e a glória dos meus pequenos prazeres em levar a vida a dois como sendo UM .

Nosso ministério de missões começou a se levantar. Junto com ele vieram ataques do inimigo de todos os cantos. Mas, confio naquela palavra que diz que por sete caminhos ele fugirá. Vai sair correndo mesmo, porque eu custo me levantar. Eu me levantei, eu me comovi, mas acima de tudo, eu me movi. Agora estou na luta. Não vou recuar. Está sendo difícil, tão difícil que aceito doações de orações de quem quiser acatar a causa. Quanto maior o sofrimento que o inimigo tenta me causar, mais eu tenho me humilhado na presença de Deus e me refugiando em adoração durante as batalhas.

Madrugadas. Novamente estou acordando para guerrear bem cedo. Porque as ciladas do inimigo acontecem o tempo todo, é preciso orar sem cessar, vigiar e buscar ao Senhor enquanto é tempo. O interesse do nosso inimigo é destruir. Ele quer destruir nossos ministérios, matar nossos relacionamentos, roubar nossa esperança. Quanto mais envolvido comprometido se está na obra de Deus, maiores os ataques, mais no alvo se está. A saída é buscar refúgio em Deus e fortalecer-se cada dia a mais na fé.

Guardando meu coração para os maiores perigos que hão de vir, enfrentando os pequenos problemas por saber que Deus me treina para lidar com grandes adversidades, sigo tomando meu bom sorvete de flocos. Sorvete porque aqui só temos duas estações, estamos no verão que é muito quente e seco. De flocos, porque eu ainda não morri de tudo para mim mesma e tenho minhas preferências. Stay in Christ!