A menina amplia conceitos

a

Porque Deus amou tanto o mundo que deu o seu Filho único, para que todo que nele confia possa ter a vida eterna, em vez de ser completamente destruído. Porque Deus não enviou seu Filho ao mundo para julgar o mundo; mas para que por meio dele o mundo passa ser salvo. (João 3:16-17 - NT Judaico)

A menina conheceu um inglês, mais precisamente um galês, com quem passou agradáveis momentos nesse final de semana. Ateu, fumante, maduro, inteligente, bebedor, rico, solitário, engraçado, extremamente educado. Sim, nunca se viu tanta educação em uma só pessoa e finalmente a menina descobriu o que é um gentleman. Foram momentos muito interessantes a ponto de levar a menina a diferentes reflexões e a um diálogo da menina com Deus.

A menina nunca foi preconceituosa, sempre conheceu pessoas de diferentes contextos, crenças, culturas. No Brasil não é comum homens respeitadores e carinhosos. Mas é mais comum homens religiosos professando a fé em Deus. Que fé é essa que faz com que os homens tratem as mulheres como meros objetos?

Foi assim que Deus mostrou para a menina como Sua misericórdia é gloriosa. Está muito acima de nossa vã compreensão. Deus ama os luxuriosos e indecentes brasileiros. Deus ama os falsos cristãos que estão nas igrejas se prostituindo e adulterando. Deus ama os hipócritas que estão professando seu nome em vão. Deus ama os ateus, os fumantes, os bebedores. Para TODOS é dada a opção da salvação. Inclusive para quem não tem nenhum desses problemas e leva uma vida tranquila, saudável e moralmente estável.

O amor de Deus é para TODOS, por meio do sacrifício de Jesus Cristo, a oportunidade da salvação está aberta a TODOS. Porém a menina aprendeu algumas coisas nesses dias:

1) É preciso reconhecer Jesus Cristo como Senhor e Salvador e participar do plano de Salvação.
2) Não existe pecado maior ou menor, mas existem pecados abomináveis.
3) Todo pecado deve ser confessado, Deus perdoa os pecados, porém há consequências.

O galês disse que a menina foi seu doce ou travessura desse ano, pois foi um doce de conhecer, mas uma travessura de não poderem ficar juntos. Hoje, Dia da Reforma Protestante (e não exatamente do Halloween), devemos nos indagar junto com o @edrenekivitz: “Contra o que protestam os Protestantes de hoje?” Por fim, leituras recomendadas:

Halloween não é brincadeira e Reforma é coisa séria

A (Des)Unidade Protestante no Brasil

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: