Radicalmente contente

Aqui temos alguns pensamentos sobre o que a Bíblia diz em Filipenses 4 sobre o contentamento. Para ser radicalmente contente você não tem apenas que sorrir (regozijar-se pelo que você tem), mas também tem que aprender a se contentar. Não pense simplesmente que vai se sentar em algum lugar durante um culto na igreja e um dia será eletrocutado do céu com o dom do contentamento. O contentamento é aprendido.

“Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.” (Fp. 4:11)

OK, Paulo. Você disse que aprendeu a ser contente. Como? Como você aprendeu? Qual a escola em que você foi para aprender o contentamento?

Resposta? A escola da vida – os altos e baixos da vida. Observe como Paulo afirma:

“Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.” (Fp. 4:12).

Há 2 termos no verso 12 que nós amamos: abundância e fartura.

Se você tem muita riqueza, não se sinta como se tivesse que esconder. Use tudo para a glória de Deus. Aproveite para a glória de Deus. E lembre-se de onde a riqueza vem.

“Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, porque ele é o que te dá força para adquirires riquezas; a fim de confirmar o seu pacto, que jurou a teus pais, como hoje se vê.” (Dt. 8:18)

Mas, se você tem fartura e abundância, fique alerta! A prosperidade causou mais danos aos crentes do que as adversidades. É preciso ter mais graça para aprender como ser próspero e não se ensoberbecer, do que para aprender a ser carente e não ser esmagado pela necessidade. Alguém disse: “Para ter um copo cheio, você deve ter uma mão firme.”

Mesmo se você tem fartura e abundância, você ainda tem que aprender o contentamento. Você tem que se lembrar que você tem mais do que você precisa para ajudar as pessoas necessitadas. Se você tem muito, você deve crescer em sua paixão para derrotar o materialismo e a ganância. Você deve crescer em sua paixão pelos necessitados, para assim aumentar o seu contentamento. Vou dar uma forma prática de fazê-lo: faça uma lista das suas grandes metas, mas satisfaça aquilo que você realmente necessita. Na verdade, agora seria um bom momento para escrever um cheque para uma organização que ajuda pessoas carentes.

Então esses são os dois termos do versículo 12 que nós amamos: fartura e abundância. E, no caminho, alguns de nós se inscreveram para seguir Jesus, porque pensaram que Ele os faria ter fartura e abundância. Essa é uma coisa engraçada. Você pode ligar a sua TV e você vai encontrar todos os tipos de pregadores que lhe dirá que se você viver uma vida fiel de seguir Jesus, então você vai ter tudo isso e muito mais. E eles vão dizer que se você não estiver com fartura e abundância, pode saber então que algo está errado com sua fé.

Mas olhe novamente o versículo 12 e pense o que está errado com esse tipo de pensamento.

Fartura e abundância são apenas metade da história. Sim, isso é parte da experiência de Paulo. Mas não é toda a experiência de Paulo. Ser humilhado, enfrentar a fome e padecer necessidade é a outra metade da história.

Pergunta: Quando você acha que Paulo aprendeu mais sobre o contentamento? Quando ele estava com fartura e abundância? Ou quando ele estava sendo humilhado, enfrentando a fome e padecendo necessidade? Em II Coríntios 11, ele descreve a sua vida desta maneira:

“Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha raça, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejuns muitas vezes, em frio e nudez. “ (2 Co. 11:25-27)

Ele estava sendo humilhado, enfrentando a fome, passando necessidade. Deus permitiu que Paulo pudesse transformar momentos difíceis em suas experiências de aprendizagem. A atitude de Paulo foi: “Senhor, que queres me ensinar nesta situação? Eu quero ser um aprendiz. “

Como  se aprende contentamento? Se aprende o contentamento a partir de uma resposta certa da provisão de Deus. Se aprende contentamento a partir de experiências de vida, de ter muito e de ter um pouco. Então, aprenda com suas experiências de vida – em especial as suas experiências dolorosas. Nós aprendemos contentamento melhor na época das vacas magras.

Às vezes, você terá mais do que você precisa. Outras vezes, você terá apenas o que você precisa.

Alguns de vocês que estão lendo este blog talvez estejam em tempos difíceis agora. Talvez você esteja sem emprego. Talvez algumas despesas inesperadas drenaram sua conta bancária. Talvez você não conseguiu prover a sua família como você esperava. Você sabe onde você está? Você está em sala de aula de Deus. Seja um aprendiz. Seja um estudante. Se você reclamar e choramingar no meio do seu problema, você vai perder a oportunidade de aprender a ser feliz.Para ser radicalmente contente, sorria e aprenda.

* Essse é o primeiro texto do blog Deus e a Menina que não é de minha autoria. Deixo aqui um agradecimento especial ao Pr. Rick Duncan, da igreja Cuyahoga Valley Church, do subúrbio sulino de Cleveland, Ohio que autorizou a tradução desse texto,  o qual foi parcialmente publicado e adaptado ao nosso contexto. A  mensagem original contém 5 partes, esse trecho é referente a terceira parte e encontra-se disponível em inglês no endereço :
http://cuyahogavalleychurch.blogspot.com/2010/01/radically-content-3.html
Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: