Como resolver o problema?

“Então subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, dizendo: Sobe, calvo; sobe, calvo! E, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então duas ursas saíram do bosque, e despedaçaram quarenta e dois daqueles meninos. E dali foi para o monte Carmelo, de onde voltou para Samaria.” (2 Rs. 2:23-25)

Há dois tipos de problema: os que tem fim e os que não tem. Hoje vou falar sobre os problemas que podem ser resolvidos, pois eles são a maioria em nossa vida. Da próxima vez falarei dos problemas sem fim.

Os meninos nessa passagem são rapazes com cerca de 20 anos, não eram crianças, mas jovens idólatras. O mesmo termo é usado em outras passagens com sentido de moços, jovens.  (Gn. 22:12, 37:2 e 1Rs. 20:14-15)

Talvez Eliseu fosse mesmo calvo, ou tivesse raspado a cabeça em voto ou talvez sequer fosse careca, mas chamar alguém de calvo era uma ofensa grave naquele tempo. A calvície era encarada como uma desgraça (cf. Is. 3:17-24). Os rapazes estavam zombando de Eliseu, gritando para que ele subisse como Elias havia subido, sendo trasladado para o céu. Estavam desafiando o poder que havia em Eliseu.

Não se deve blasfemar contra Deus ou contra o poder de Deus. Não se deve zombar das pessoas que foram levantadas para fazer a obra de Deus. Não se deve permitir que ninguém zombe do nome de Deus. Devemos respeitar os que estão trabalhando para Deus. O que fazer então?

O PROBLEMA – Eliseu estava fazendo a obra de Deus, estava caminhando de uma cidade para outra, porém havia pessoas que se levantavam para atrapalhar ao invés de ajudar. Todos os que são escolhidos por Deus para cumprir um determinado propósito enfrentam situações parecidas, em que pessoas se levantam para zombar, criticar, apontar seus defeitos, colocar seu ministério a prova.

A SOLUÇÃO – Eliseu resolveu o problema de uma forma muito simples: Esperou pela justiça de Deus e, mesmo enfrentando o problema,  ele avançou.

1) ESTAR COM DEUS – Eliseu estava sozinho e era minoria diante dos 42 rapazes, mas estava com Deus, Eliseu obteve a vitória do seu problema. Não é a quantidade de pessoas ao seu redor que fará diferença no seu ministério, é a presença de Deus.

2) ORAR SEM CESSAR – Há poder nas nossas palavras (Tg. 3:8). Eliseu amaldiçoou os rapazes, provavelmente pedindo que Deus os castigasse da maneira como o Senhor achasse melhor, e Deus o ouviu e o respondeu.

3) IR EM FRENTE – Na hora da dificuldade, devemos prosseguir direto para o alvo. Continuar andando no caminho que nos foi traçado por Deus e não voltar atrás. Eliseu continuou andando para Samaria. Devemos permanecer com os olhos em Cristo e andar na trajetória divina para nossas vidas.

Se você gostou, recomendo ler também: Problemas sem fim

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: