Dominando a natureza

a
Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus. (Rm. 8:19)

A menina foi tomar um lanche. Pediu um suco de caju, não por causa do sonho das três semente, mas porque gosta mesmo. O suco estava doce, as abelhas logo vieram. A menina abanava as mãos, agitava objetos, se zangava, mas as abelhas não saíam. Estavam mesmo incomodando.

Então, a menina se lembrou de dar ordem sobre a natureza, de dominar. Pois foi assim que no princípio as coisas se estabeleceram. Deus deu à humanidade o poder, o domínio sobre a terra e toda a natureza (Gn. 1:28). A menina levantou o dedinho, apontou para as abelhas e deu-lhe ordem de glorificar a Deus em outro lugar. A menina creu e as abelhas se foram.

Parece simples, mas é coisa de fé. Quem ainda não alcançou o nível necessário de fé, deve progredir na dedicação ao sagrado para obtê-lo. Inclusive, subjulgando a si mesmo, dominando a sua própria natureza (Rm. 8:19-22). Até mesmo às montanhas, segundo disse Jesus, somos capazes de dar ordens. Serpentes, escorpiões, chuva, fogo do céu e (por que não?) abelha. A menina já exerceu a sua fé para interromper momentaneamente uma forte chuva. A menina já usou sua fé para determinar um arco-íris. Essa semana, a menina usou sua  fé para espantar as abelhas do seu suco.

Os filhos de Deus podem fazer sinais e maravilhas quando revestidos do seu poder.  Porém, da mesma forma como toda a natureza glorifica a Deus, o sentido de existência do homem deve ser glorificar a Deus. Comer, beber ou fazer qualquer outra coisa, deve ser para glorificar a Deus (Rm. 10:31).

Não se deve f azer sinais para engrandecer o orgulho próprio, mas para que Deus seja glorificado e o seu nome seja conhecido. Como diz a canção, We’re living to make Your name high, Jesus (Eu estou vivendo para exaltar Seu nome, Jesus – Your Name High, Hillsong United) deve ser o nosso objetivo. O próprio Senhor Jesus nos ensinou por meio de seu sacrifício como nós podemos glorificar a Deus, ao dizer: “Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.” (Jo. 17:4) Todo aquele que tem um chamado, precisa cumprir seu propósito para glorificar a Deus.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: